Eko.art

Eko.art

Elisa Baasch é daquelas pessoas completamente apaixonadas pelo trabalho, que podem, facilmente, ficar horas discorrendo a respeito dele, sem perder o entusiasmo. E, o que é mais notável: sem provocar o desinteresse do interlocutor. Também, não é para menos. O trabalho dela é mesmo apaixonante. Elisa tira proveito da diversidade da flora brasileira para fazer arte. O resultado é, ao mesmo tempo, singelo e surpreendente! Desde muito pequena, Elisa manifestou sua vocação para a arte. Nos idos dos anos 1960, ela escapulia para a confecção de lingerie do pai – que tinha peças pintadas a mão -, “roubava” as tintas das funcionárias e ficava por lá, observando, encantada. Durante 30 anos direcionou seu potencial criativo para o trabalho como estilista têxtil. A época em que se aposentou coincidiu com o período em que a filha foi cursar Engenharia Ambiental. Elisa, então, se encantou com as questões que envolviam as plantas e resolveu que iria trabalhar com elas. Pensou e decidiu que queria um produto que não tivesse concorrência e, principalmente, não vivesse sob a pressão da concorrência de preço. “Como trabalhei a vida toda com criação, queria que não tivesse que sangrar o produto na hora de comercializar”, conta. Resolveu, então, fazer arte com a natureza. A matéria-prima são as flores e folhas mais diversas possíveis que, encantadoramente, conservam a cor e a graça originais em todos os trabalhos de Elisa. Mas não foi fácil chegar a esse resultado. O objetivo da designer sempre foi conservar as características das plantas. O mais difícil foi chegar a um produto que desse o acabamento e o efeito que ela desejava, mas que não alterasse a cor das plantas. Elisa queria uma resina translúcida, cristalina para transformar plantinhas em joias eternas. Depois de muita pesquisa – a designer é o que se pode chamar de autodidata - encontrou o que procurava. Resultado: as flores e plantas usadas em suas diversas obras conservam as propriedades originais, inclusive a cor. Processo de Criação O trabalho de Elisa começa com o plantio. No quintal de casa ela mantém uma série de plantas diferentes que irão virar, depois, as estrelas de suas obras. E a artista curte cada etapa do processo. Adora acompanhar o desenvolvimento das plantas, desde que são semeadas. E se deslumbra com as características específicas de cada uma, que incluem o tempo de crescimento e época de floração. Depois da planta crescida, vem o processo de desidratação. Esse é feito de forma peculiar: as folhas e flores ficam caprichosamente espichadas entre as páginas de listas telefônicas pelo tempo que for preciso – aliás, isso também encanta Elisa, já que cada planta necessita de um tempo particular para ficar desidratada. “As plantas vão se mostrando para mim, cada uma ao seu tempo”, revela. Mas, a artista não para nunca. Enquanto uma planta se desenvolve ou enquanto ela aguarda a floração de outra, trabalha com as demais, afinal, sua matéria-prima é praticamente inesgotável. Depois das plantas desidratadas começa o processo de criação, propriamente dito. Elisa seleciona o que vai usar para um determinado trabalho, cola a planta sobre uma superfície que pode ser madeira (nesse caso, só MDF, ecologicamente correta), porcelanato ou vidro, e parte para o segredo: o acabamento feito com uma resina especial, que dá à madeira aspecto de azulejo e conserva a cor original das plantas. “É tudo de bom. O trabalho pronto parece que representa uma nova vida”, diz. Além das plantas, Elisa também utiliza raízes e conchas em suas obras. E pode sempre contar com a colaboração dos amigos: corriqueiramente chegam às suas mãos folhas e flores diferentes que os conhecidos encontram em viagens. Quando visitamos Elisa ela tinha acabado de receber um pacotinho com flores de cerejeira, enviadas do interior de São Paulo por uma amiga. E estava, como sempre, encantada com as delicadas florzinhas. Os Produtos O ateliê, localizado em sua casa,é o local onde Elisa mais fica. Repleto de trabalhos – alguns já terminados, outros em diferentes estágios de criação -, o espaço guarda os segredos do trabalho da artista. Por ali se espalham quadros de diversos tamanhos, painéis, bandejas, porta-retratos, mesas. Enfim, o que conta é a criatividade da designer, já que a matéria-prima que utiliza pode ser aplicada em tudo. O que vale mesmo é a criatividade de Elisa ou a imaginação de seus clientes, já que ela também faz peças por encomenda. Há três anos, Elisa e o marido Paulo, decidiram trabalhar como empresa e criaram a Eko.Art. Neste período, conquistaram clientes importantes entre eles, o Hotel Baití, em Itapoá, que encomendou mesas criadas por Elisa para todas as suas suítes. O restaurante do hotel, o Tambaiá, ganhou mesas feitas de conchas, para combinar com sua temática marinha. Para a Emporium A (antiga Aroeira), em Balneário Camboriú, Elisa já fez uma linha de porta-copos e agora está desenvolvendo a linha Gourmet, toda feita com temperos. Além destes, Moldura Minuto e Verde & Cia (Florianópolis), A Orquídea (Holambra-SP), Garten Haus e Brasita (Joinville) são importantes clientes da Eko.Art. Sempre antenados com as novidades, Elisa e Paulo constantemente participam de feiras de produtos de decoração realizadas pelo país. E reconhecem a importância de estar presente neste eventos: graças a uma delas, por exemplo, conseguiram fazer os produtos da Eko.art atravessar o Brasil e chegar a Recife (PE) e Belém (PA). Para Elisa, o maior apelo de seu trabalho é o desejo do homem moderno em resgatar o contato perdido com a natureza. “Quanto mais tecnológicos ficamos, maior o desejo de voltar à natureza”, fala. E as obras de Elisa fazem isso com maestria: trazem o natural para dentro de casa e conferem uma nova vida aos ambientes. Cada vez mais empolgada com o trabalho, a designer afirma que uma das coisas que a cativa em relação a sua rotina é o fato de nada ser igual. “O trabalho é criativo. Você está fazendo a mesma coisa mas, ao mesmo tempo, muda todo dia”. Afinal, nenhuma planta ou flor é exatamente igual à outra e o potencial criativo daquele que Elisa considera seu sócio, é infinito. Quem é este sócio tão especial? Ela responde, sorrindo: “sempre digo que sou sócia de Deus”. O melhor fornecedor de matéria-prima que ela poderia encontrar.

Sobre a loja

A Loja do Portal EcoHospedagem nasceu da procura de nossos leitores por produtos sustentáveis e/ou ecológicos. Em nossa loja todos os produtos têm alguma relação com a sustentabilidade. Economizadores de energia e água, alimentos orgânicos, artesanato, produtos ecológicos, produtos verdes, comércio justo. Para você ou sua empresa ficarem mais sustentáveis!

Social
Pague com
  • Depósito Bancário
  • PagSeguro
  • MercadoPago
Selos

PORTAL ECOHOSPEDAGEM - CNPJ: 18.560.497/0001-68 © Todos os direitos reservados. 2017